Amarildo Carvalho

Meu nome é Amarildo Carvalho, tenho 39 anos e até os 30 vivia em aflição, sem fé e sem esperança. E este é o meu testemunho:

Assim como muitos eu sempre dizia ter minha religião e fazer parte de uma igreja e quando as pessoas vinham me falar de Deus, essa sempre era minha desculpa. E quase sempre não deixava que elas continuassem a me falar. Dizia ter minha religião, mas não conhecia a Deus e muito menos sua palavra, pois para mim a bíblia estava escrita em grego, nas poucas vezes que tentei ler não entendia nada.

Vivia como queria e apesar de muitos conselhos de meus familiares comecei a beber e a fumar, pois queria estar de acordo com os amigos que andavam comigo. Conheci minha esposa no trabalho, noivamos e casamos. Nesse tempo nós trabalhávamos em um restaurante onde eu era gerente, quando me vi, já afundando no vício da bebida e do cigarro, não conseguindo mais sair deles. Depois de dois anos de casados, minha esposa já não agüentava mais conviver comigo, quando um dia resolveu sair de casa e ir para casa de seus pais, mas no caminho ela pensava de como ia dizer a sua família que tinha fracassado em seu casamento. Quando Deus começou a fazer a obra em nossas vidas, e ela voltou para casa.

Minha irmã já há muito tempo estava buscando um lugar onde encontrasse a Deus, quando soube que alguns amigos estavam se reunindo em uma casa de oração e logo ela mesmo se convidou para conhecer esse lugar. Chegando lá maravilhou-se de como Deus falara com ela naquela noite de oração. Toda maravilhada começou a testemunhar do que Deus havia dito através de seus elementos daquele lugar, que até as orações que tinha em oculto Deus repetira para que ela cresse. Ouvindo seu testemunho, fiquei muito curioso e com muita vontade de conhecer esse lugar. Minha avó que escutara também o testemunho chamou-me à parte e disse que estava preocupada com essa igreja onde minha irmã estava indo, me pediu que fosse com ela na próxima vez. E na segunda vez que minha irmã foi até a casa de oração fui com ela. Chegamos a uma pequena sala onde estavam alguns poucos irmãos orando e naquela noite pela primeira vez ouvi a voz de Deus que falou comigo.

Desde então começamos a freqüentar essa pequena sala de oração e através das vigílias de oração e dos cultos passamos a conhecer a Deus e qual era a vontade Dele para nossas vidas, até que soubemos que era necessário nos arrependermos de nossos pecados, e "nascer de novo" através do batismo nas águas, como Jesus nos deixou como exemplo batizando-se no rio Jordão. Até então eu continuava a lutar contra o vicio da bebida e do cigarro. Em setembro de 1999, em uma quinta feira à noite, estava eu em minha casa fumando e apagando o cigarro falei a Deus: " Senhor, se esse batismo é um renascimento, eu não nasci com nem um vício, então que eu renasça sem vício algum Senhor..." e assim no dia seguinte  saímos de Curitiba com destino a cidade de Villarrica Del Espiritu Santo no Paraguai, onde fica a central de nossa igreja Belém, e durante nossa viagem em uma das paradas, senti uma grande vontade de fumar, pois faziam mais de vinte e quatro horas que eu não fumava e era tão grande a vontade que entrei logo no ônibus para não ceder.

Chegamos ao Paraguai no sábado pela manhã, e fomos direto ao rio do batismo. E lá encontramos muitas pessoas que também iriam se batizar. Conosco foram 467 irmãos e irmãs que renasceram para Jesus nesse dia. Quando desci as águas não percebi que Deus já tinha feito a sua obra em minha vida, mas junto comigo se batizaram minha irmã e minha esposa. Ficamos na igreja de Villarrica mais alguns dias e quando retornamos para Curitiba fui direto para meu trabalho onde meu chefe me serviu um cafezinho e enquanto bebíamos o café ele acendeu um cigarro mas quando senti o cheiro me deu enjôo e vontade de vomitar. Então percebi que Deus tinha feito a obra por completo em minha vida e na vida de minha esposa.

Depois disso aprendemos a nos reconciliar e pedir perdão um ao outro, de não guardar mais ofensas, começamos a buscar a Deus juntos e todas as promessas que Deus nos fez estão se cumprindo em nossas vidas. Hoje sou um pregador da palavra de Deus, minha esposa e eu fazemos parte do grupo coral da igreja, e temos uma grande alegria de servir e trabalhar na obra de Deus.